Marketing Digital,Social Media

As Empresas Que Ignoram o Poder do Marketing Digital Esquecem-se Dos Clientes!

11 Jul , 2011  

20110710-165113.jpg

Durante a última década, a Internet evoluiu muito e as empresas que não deram importância a este meio com grande potencial começam agora a compreender a sua importância e os benefícios ao nível do custo de oportunidade que podem ter.

Esta evolução, permitiu às empresas aprenderem a aumentar a sua visibilidade, ir ao encontro dos utilizadores e consumidores com o objectivo de destacar e até mesmo estabelecer novos processos de marketing através da rede.

No entanto, a chegada das redes sociais marcou o início de uma nova era digital, onde as regras básicas do marketing e marketing on-line foram renovadas e onde as estratégias mais tradicionais tornaram-se insuficientes para obter e ganhar a confiança dos consumidores.

A nova era social mudou os papéis completamente estabelecidos até agora.

O poder passou das empresas para se dar o voto aos consumidores. Assim, as empresas e as marcas têm de estabelecer novas ligações e relacionamentos, têm de estar mais próximas dos utilizadores, clientes, potenciais clientes, fãs e seguidores.

As marcas têm agora o desafio de saber como gerir e monitorizar a sua reputação, ouvir o que as pessoas dizem sobre elas, aprender a comunicar com a nova geração e a saber colocar informações e recursos relevantes e de qualidade.

A presença das empresas na WEB e a tendência crescente da presença dos consumidores nas redes sociais e na internet, para encontrarem informações sobre serviços, produtos e marcas… Está a obrigar as empresas a encontarem novas formas de diferenciação da concorrência para terem uma maior notoriedade.

No entanto, não basta manter uma posição nos motores de pesquisa. É essencial a monitorização, neste momento que se vive.
É crucial saber o que é dito sobre a marca, conhecer as críticas, os comentários ou recomendações. Estes factores são factores críticos de sucesso para uma empresa.

Está em jogo a reputação de cada negócio e, portanto, é importante para desenvolver novas experiências com os clientes “customer experience”, criar novas relações positivas e laços emocionais entre os utilizadores e consumidores.

A marca deve criar momentos de experiência relevantes com os utilizadores.

As empresas devem agir de forma proativa para melhorar a sua visibilidade e reputação, e fazer uso de recursos de uma forma simplificada, consistente e planeada.

Não deixa de ser mais importante a interacção que os consumdores têm com as empresas. Devo lembrar que na web 3.0, o conteúdo é rei, mas sempre associado a um contexto.

As empresas e as pessoas devem perceber que a vida digital não tem de substituir as experiências e relacionamentos reais. Mas, não devemos subestimar o poder da Internet que influência e cria impacto enorme num negócio e numa dimensão paralela à da vida real. Olhe-se os exemplos do Ebay, Amazon, Nike, Wook, Apple store, etc.

Para concluir, as empresas podem ignorar o poder da web, mas é impossível sobreviverem no futuro em lugares onde os seus clientes não estão. Os clientes andam a vaguear online!
Pode fazer do seu negócio uma coisa bem viva e real, mas comece por aventurar-se, a criar a sua presença digital e nas redes sociais, só assim garantirá o futuro da sua empresa.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *