Marketing Digital,Social Media

Páginas do Facebook Chegam Tarde ao Google

6 Ago , 2011  

A Google é o maior motor de busca do mundo. Em Portugal tem cerca de 94% da quota de mercado. No resto do mundo a quota de mercado ronda os 67%, quando a Yahoo fica-se pelo 20%, o MSN pelos 7% e o Ask pelos 4%.

Os motores de busca não são uma invenção dos tempos modernos. O AltaVista que surgiu em 1996, era o melhor motor de busca do seu tempo, antes de surgir o Google.

Antes dos motores de busca procurava-se empresa através dos contatos pessoais, de amigos, familiares e da famosa lista telefónica. Agora, com a Web, tudo deveria estar online.

Mas, os motores de busca não são apenas o Google e, cada vez mais, as redes sociais de maior importância, como o Facebook, assumem esse papel na search.

Ao abrir-se uma página no Facebook, era natural que o ID (o nome do utilizador ou e-mail que serve de identificação pessoal aos internautas) aparecesse, mas já não é isso que acontece.

Existem algumas formas mágicas para se estar no motor de busca. Deixo aqui alguma experiência que pode posicionar um site nos primeiros lugares da pesquisa:

  • Título das páginas;
  • Texto das Meta Tag;
  • Popularidade global de um site;
  • Uso de Palavras-Chave no Conteúdo
  • Tema principal do site;
  • Submissão do site a motores de busca;
  • Ser amigável e;
  • A estrutura do Site.

O Medias Sociais fez uma pesquisa a uma página de Facebook aberta há um mês e apenas ficou disponível esta semana.

Anúncios

Com o desenvolvimento da internet, estes serviços começaram a vender espaços de destaque e a possibilitar pagar apenas pelos contatos originados pelo anúncio, coisa que é impossível nos medias tradicionais.

A compra de palavra-chave em motores de busca veio revolucionar a forma de olhar a publicidade online. Os motores de busca massificaram o conceito do cliente apenas pagar quando o visitante clica no anúncio.

A guerra está aberta: Google versus Facebook

A guerra entre a Google e o Facebook degradou-se me 2010 com os bloqueios de importação de dados de utilizadores de Gmail de forma automática. Cada empresa faz o possível para segurar os seus utilizadores.

Larry Page, CEO da Google, afirmou recentemente que empresa vive meses que serão cruciais na sua história. A gigante joga a “última cartada” no lucrativo mercado das redes sociais, com o Google+, um segmento em que se deixou ultrapassar no mercado das novas tecnologias. (Google+ já está como mais de 25 milhões de utilizadores e começou com uma técnica de marketing conhecida por “fila à porta”, apenas se aderia por convite)

Eric Schmidt, recentemente substituído no cargo de CEO, reconheceu que a empresa descurou o potencial das redes sociais, deixando caminho aberto para o crescimento do Facebook.

Entre as tentativas da Google de entrar nas redes sociais, destaca-se o Orkut, popular no Brasil mas secundário nos EUA e na Europa (esta redeserviu de ensaios da Google até 2007). E o Google Buzz, que cometeu o erro de se apropriar dos contactos do Gmail para os transformar em amigos.

Conselho:

Para uma empresa estar na Busca do Google rapidamente num lugar de destaque e ao mesmo tempo com um projeto de Social Media, não pode ficar apenas pelas páginas de redes sócias. É muito importante construir um blogue com domínio e interagir com os vários canais escolhidas para o projeto. As redes sociais potenciam a interação em grupo.

Fundador do Blogue MediasSociais - a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook's Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *