Marketing Digital

Marketing Digital: O Fim do Tradicional Código de Barras

10 Set , 2011  

Os códigos QR “quick response” começam a substituir o tradicional código de Barras. E a verdade é que, cada vez mais, os códigos aparecem em muitos lugares.

Os códigos chamados QR (Quick Response (em inglês) é uma estratégia potente elaborada e adaptada da filosofia Just-in-Time por grandes retalhistas norte-americanos como Wal-Mart e K-Mart, na busca de níveis de serviço mais elevados por parte de seus fornecedores. O fluxo diário e permanente de produtos, bem como a gestão dos stocks a nível das prateleiras utilizam as ferramentas do QR para aumentar as vendas, abater custos e aumentar margens. Este sistema armazena informação numa matriz de pontos ou num código de barras em duas dimensões.

Os Códigos de barras tradicionais tornaram-se numa ferramenta popular por causa da sua velocidade de leitura de precisão e funcionalidade. Mas num determinado momento, o mercado começou a procurar outros códigos mais ou menos semelhantes. Os novos códigos QR são capazes de armazenar mais informação, maior diversidade de caracteres que podem igualmente ser impressos num espaço menor que os códigos de barras conhecidos.

O aumento destes códigos começam a proliferar em países como o Japão, onde se tornam os mais populares código bidimensionais. É usado quase por 40 milhões de japoneses. No entanto, o seu uso tem aumentado significativamente em muitos outros países, como os EUA. A sua proliferação está a espalhar-se por toda a Europa.

Eles começaram originalmente a ser usados na logística, mas a expansão já vai nos smartphones, redes sociais e publicidade, a sua utilização será vista em muitas aplicações, especialmente para os negócios e empresas.

A Utilidade

Para quem ainda não conhece o Código QR, ou código de barra bidimensional, é um código que hoje é muito usado em campanhas de comunicação que investem em Marketing Digital.

Estes códigos vão um pouco mais além. Vamos imaginar um sistema de vendas mais desenvolvido, integrado com as novas tecnologias, em que na própria loja se possa obter informações extras sobre o produto sem precisar ficar a ler um rótulo com textos quase elegíveis.

Através de um pequeno código e um Smartphone com webcam, pode-se saber a composição do produto, onde ele foi fabricado, como foi distribuído, ou qualquer outra informação a respeito do produto, como por exemplo uma informação do diretor da empresa com instruções de uso, etc…

Basta apontar um smartphone para o QR e obtemos todas as informações desejadas, sem escrever ou falar. Além disso, os códigos QR também pode tirar proveito de uma poderosa ferramenta de Marketing Direto se fizermos bom uso das caraterísticas e benefícios.

Todos os dias vemos mais códigos QR em diferentes locais, em media, em outdoors e até mesmo em cartões de negócio. De acordo com a pesquisa da MGH, 32% dos utilizadores de smartphones afirmam ter usado estes códigos e 70% disseram que estavam interessados em fazê-lo.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


2 Responses

  1. […] Vintage 2000 para a Sogrape Vinhos, nos pontos de venda do Canadá, que se baseia na colocação de Códigos QR na gargantilha das […]

  2. […] a ajuda interativa nas compras, digitalização tridimensional da loja com a implementação dos códigos QR, interação com as redes sociais onde se encontram os clientes, compras online, mesmo através de […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *