Social Media

O Mundo Digital Está Aí! Não Pode Ignorar!

1 Nov , 2011  

o mundo digital está ai não o pode ignorar82% dos marketeers prevêem aumentar o uso das redes sociais no relacionamento com clientes. Mas a maioria também afirma que ainda não estão preparados para isso.

A IBM anunciou os resultados de uma pesquisa realizada a 1,7 mil chefe-executivos de marketing (CMOs – Chief Marketing Officers). O estudo contempla 19 segmentos de mercado de 64 países e revela que a maioria dos Marketeers Chefes reconhece que existe uma mudança e um desafio no setor. O estudo revela ainda que as grandes maiorias dos CMO’s não se sentem preparados para gerirem e adaptarem-se a esta transformação. Muito devido à evolução no volume de dados e utilização de social media.

Enquanto 82% dos CMOs (Chief Marketing Officers) esperam aumentar o uso das redes sociais no relacionamento com os clientes nos próximos três a cinco anos, apenas 26% afirmam já terem adotado apenas os blogues. Este estudo revela ainda, que menos de metade não monitoriza opiniões de terceiros 41% e análises de consumidores nas redes sociais 48%, para ajudar a redefinir as estratégias de marketing e mais de 50% não se consideram preparados para gerir e monitorizar o social media e o aumento do relacionamento com os clientes.

Este estudo revela ainda, que há uma necessidade enorme de aumentar o desenvolvimento tecnológico de monitorização e de controlo do modelo de governance das própria empresa.

Veja-se o caso da EDP recentemente, “depois e um simples post em que um consumidor discordou da marca pondo em causa os seus valores, a EDP enfrentou uma crise de comunicação e decidiu encerrar um canal de comunicação, o Facebook”, como noticiou o site Tudo Mudou. Este caso revela que a empresa não estava preparada para o relacionamento com o consumidor/utilizador e esqueceu-se da importância do seu Goodwill. O Goodwill representa o valor da parte intangível do negócio nomeadamente o valor da marca, o valor da base de clientes existentes e potenciais, o valor das relações com a banca e com os fornecedores e outro tipo de vantagens intangíveis.

A empresa, os estagiários, ou uma empresa externa “especializada” em Social Media, não soube lidar com as redes sociais e com o utilizador, clientes da EDP. Resolução fácil… acabou-se com o canal. Mas a história não acabou, porque continua a falar-se e a chegar-se à conclusão que a EDP não estava preparada para estar nas Redes Sociais, nem os gestores das redes precebiam nada do assunto.

A grande perocupação de todos os profissionais de marketing e da comunicação prende-se com a monitorização e este estudo dedica-se também a esta questão, no que se refere a quatro desafios dos próximo três a cinco anos:

Explosão de dados: Cerca de 90% de todos os dados processados do mundo foram criados nos últimos dois anos. Como analisar esses esta vasta informação e como usá-la com eficácia na experiência dos clientes;

Plataformas sociais: As redes sociais permitem que qualquer um se torne um editor, produtor e crítico.

Os mais ou menos 500 milhões de usuários do youtube, por exemplo, fazem upload’s de mais conteúdo de vídeo num período de 60 dias do que as três principais estações televisão dos Estados Unidos criaram em 60 anos.

Opções de canais e dispositivos: o aumento no número de canais e dispositivos, como smartphones a tablets, é uma prioridade para os marketeers. O estudo estima que o comércio móvel atinja US$ 31 bilhões em 2016, com uma taxa anual de crescimento de 39% entre 2011 e 2016. Enquanto que o mercado de tablets deve atingir 70 milhões de unidades no mundo até o final deste ano.

Dados demográficos em transformação: novos mercados globais e as gerações mais jovens, com diferentes padrões de consumo, estão a mudar o cenário económico.

Na Índia, por exemplo, espera-se que a classe média cresça exponencialmente, de cerca de 5% da população para mais de 40% nas próximas duas décadas.

A equipa de marketing vai precisar adaptar as estratégias para responder a esta classe média emergente.

Para perceber e lidar com estes desafios, as Empresas e os Departamentos de Marketing vão precisar desenvolver e aperfeiçoar a utilização de tecnologia, de social media e de recursos financeiros. (ler mais em Adrants )

Os Marketeer para terem sucesso profissional nos próximo três a cinco anos, cerca de 30% deles referem a competência tecnológica, 16% indicam discernimento financeiro e 25% fica-se pela capacitação em social media.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , , , , ,


3 Responses

  1. […] revolução vai começar a sentir-se ainda mais quando as pessoas tiverem mais acesso à computação, aos smartphones mais baratos e a uma internet móvel mais rápida e mais barata. É esta […]

  2. […] Marketing Digital: Como se transforma um cliente num vendedor? […]

  3. […] revolução vai começar a sentir-se ainda mais quando as pessoas tiverem mais acesso à computação, aos smartphones mais baratos e a uma internet móvel mais rápida e mais barata. É esta […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *