Marketing Digital

Os Portugueses Estão Mais Digitais

26 Nov , 2011  

Os portugueses enquanto vêem televisão falam ao telemóvel e navegam na internet. Mesmo num cenário de recessão, a tecnologia faz parte das nossas vidas.

O consumo de media em Portugal começa a ser caracterizado pela utilização ao mesmo tempo de várias plataformas, internet, televisão e telemóvel ou smartphone. A rádio e a imprensa escrita como meio de comunicação, são cada vez menos utilizados.

Estas conclusões  surgem num estudo encomendado pela APAN – Associação Portuguesa de Anunciantes à GfK e foi ontem apresentado em Lisboa.

Os portugueses estão cada vez mais a consumir várias plataformas ao mesmo tempo.

O estudo “Comunicar na era da informação. Que mudanças no consumo de media em Portugal?”, chegou à conclusão que mais de metade dos portugueses consegue utilizar vários meios em simultâneo.

Utilizam a TV e o telemóvel:

  • 4% usam-nos sempre em simultâneo;
  • 14% com frequência e;
  • 33 às vezes.

TV e a internet:

  • 1% sempre;
  • 4% frequentemente e;
  • 14% às vezes.

Já a conjugação entre TV e imprensa escrita em papel, há também 8% que às vezes lêem imprensa na net enquanto olham o ecrã, a mesma percentagem em relação à simultaneidade com a rádio.

Dez por cento da população por vezes ouve rádio enquanto vê TV e a mesma percentagem diz ouvir música e TV em simultâneo.

O estudo chega à conclusão que para os jovens é mais fácil abdicar da televisão do que do telemóvel. 

Um quinto dos jovens diz que seria difícil deixar de ver televisão, contra 53 por cento do total dos inquiridos e 81% dos maiores de 65 anos. Quase metade (45%) dos jovens responde que seria difícil abdicar do telemóvel.

Um quarto dos jovens (26%) também consideram ser-lhe difícil deixar de navegar na internet, ao passo que apenas 1% dos maiores de 65 anos diz que seria difícil abdicar da rede. A era dos nativos digitais começa a dar os primeiros passos.

Os principais motivos apontados pelos inquiridos para a utilização da internet está o uso do correio electrónico (75 por cento), a pesquisa de informações e notícias na Web (64%) e a utilização de redes sociais (35%; mas chega aos 49% no caso dos jovens). A leitura de jornais on-line é apontada por 16%.

O estudo teve por base 1251 entrevistas diretas e pessoais a pessoas com mais 14 anos entre os dias 14 e 25 de Outubro. Tentou perceber-se de que que forma, num contexto económico de recessão e ao mesmo tempo de grandes mudanças tecnológicas, os consumidores se relacionam com as marcas.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


One Response

  1. Jorge Manuel Braz diz:

    Ler o artigo como complemento “o futuro será dos nativos digitais!”
    http://www.jorgemanuelbraz.com/2011/10/23/o-futuro-sera-dos-nativos-digitais/
    Boa leitura! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *