Social Media

As Redes Sociais e a Nova Dimensão Do Marketing

5 Nov , 2012  

 

Um Estudo revela que as redes sociais deram uma nova dimensão ao marketing. O número mensal de utilizadores das maiores redes sociais é de 1,400 milhões. No Twitter é de um milhão por dia. O relatório foi apresentado pela Roland Berger Strategy Consultores.

De acordo com o estudo, 75% dos funcionários de pequenas e médias empresas, dizem que as empresas que querem ter sucesso no mercado nos dias actuais, não podem ignorar o enorme potencial das redes sociais. Mais de 80% dos funcionários das empresas encontram-se nas redes sociais e esses são os seus consumidores.

O Social Network trouxe uma mudança colossal no comportamento das pessoas no ato da compra. 90% das compras são feitas com base em comentários, recomendações nas redes sociais e fóruns.

O estudo da Roland Berger revela que a expansão das redes sociais veio dar uma nova dimensão ao Marketing.

As regras clássicas da comunicação unidirecional estão a ser reinventadas e reescritas, a muito custo por parte dos gestores de Marketing, que continuam com receio desta nova realidade. Não devemos esquecer que o marketing tradicional apenas comunica numa direção; dos meios de comunicação para os consumidores. Com as redes sociais esta dimensão altera-se e a comunicação começa a ser bidirecional.

Nas Redes Sociais a comunicação prolifera em diversas direções. Todos os utilizadores estão em conversa com todos! Inclusive as Marcas.

Esta nova forma de olharmos para a comunicação, leva-nos a entender como a opinião pública é formada e pode influenciar uma marca ou um produto.

Com os Social Media, as empresas não comunicam apenas com os consumidores, mas os consumidores também interagem uns com os outros e também com a empresa. Quando falo em empresa, refiro-me à marca, ao produto ou serviço.

Para os gestores de marketing, este fenómeno dificulta a gestão da comunicação. Um dos lados positivo deste fenómeno é a melhoria da reputaçao da empresa, graças aos comentários positivos sobre o consumo e sobre as experiências que os consumidores têm com a marca.

No estudo realizado, os resultados da comercialização de filmes nos EUA, revelam que 30% das bilheteiras, cerca de dez milhões, está relacionada com comentários positivos no Twitter.

De acordo com o relatório, chegamos à conclusão, que exige-se às empresas uma nova forma de comunicação, em que a interação entre empresas e consumidores é mais direta. As empresas precisam conhecer melhor o seu público-alvo e adaptar melhor o seu conteúdo.  É essencial ser credível para o consumidor/utilizador.

Para aproveitar o enorme potencial do social media, as empresas precisam de modelos de negócio mais democráticos, abrangentes e apropriados.

Segundo o consultor da Roland Berger, Jaime Rodriguez,“é um processo que exige uma reformulação radical de ideias. Uma empresa não deve treinar apenas as estruturas, mas também os processos e a cultura de recursos humanos. Os Recursos Humanos são um imperativo para uma marca entrar em Social Media. Só assim, as empresas podem ter sucesso e vantagem competitiva em Social Media.

Por um lado, os novos modelos de negócio devem permitir uma maior flexibilidade e respostas rápidas. As empresas devem estar preparadas para responder ao consumidor mais rapidamente. Por outro lado, devem estar preparadas para reagir a crises inesperadas. Há sempre consumidores descontentes que descarregam as suas iras nas redes sociais.

As empresas devem preparar-se para essas crises e estarem dispostas para agir rapidamente e de forma flexível. Uma organização flexível é fundamental para o sucesso do marketing e da comunicação através dos novos meios.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , , , ,


One Response

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *