Marketing

A Importância da Marca

11 Nov , 2013  

A marca é um activo de uma empresa que ganha cada vez mais a importância do Marketing. A marca é um sinónimo de competitividade e de permanência no mercado. Durante o ano 2012 e 2014 ganhou novamente relevo com a necessidade urgente de uma internacionalização mais forte com vista ao aumento das exportações das empresas nacionais.

A marca necessita de know-how, de uma estratégia definida a médio prazo. O desenvolvimento das marcas não passa pela colocação de logótipos em embalagens com design atrativo, de uma ou várias campanha de comunicação, mas vai para além disso.

O marketing sem a marca, não é marketing. Uma marca foi durante muitos anos um sinal distintivo de identidade (um logótipo, um nome, um rótulo aplicado num produto ou na embalagem)… mas a marca é muito mais…

LEIA TAMBÉM: O Sentir da Marca em Social Media; As Marcas Devem Mudar de Rumo; Converta a sua Marca numa “Lovebrand”.

Não é um Produto que tem uma Marca, a marca é que tem, ou pode ter um ou mais produtos. Mas também pode ser uma marca de serviços, de ações sociais, políticas e religiosas, etc. O objecto da marca tem de passar por uma missão, um benefício global, onde os produtos e serviços assinados pela marca têm tangibilidade.

A marca só tem a sua razão de ser se trouxer agarrada a si uma imagem, associações mentais, percepções que a tornem conhecida e que, naturalmente, seja estimada e acarinhada pelos seus públicos.

O valor da marca está na resposta cognitiva, afetiva e comportamental que tem junto dos seus públicos, sejam clientes, fornecedores, detentores, funcionários, embaixadores e beneméritos.

A marca instaura a propriedade privada no domínio do simbólico, visto que o proprietário conquista o direito de ocupar um determinado espaço na mente do consumidor.

Demasiadas empresas continuam a descurar a gestão das suas marcas, limitando-se a pensar que basta fabricar bons produtos e fazê-los chegar rapidamente ao mercado, conseguem triunfar.

As nossas empresas têm hoje um desafio de construir marcas poderosas além fronteiras, para fora da Europa, em busca de uma nova procura, condição indispensável para se tornarem mais fortes e competitivas.

Devemo-nos lembrar, que foi num país pequeno, como a Dinamarca, que se projectou à escala Mundial as famosas marcas como a Lego, a Carlsberg ou a Leca.

As marcas poderosas não são construções artificiais, construídas à custa da publicidade e das relações públicas: Elas apenas se justificam pelos produtos e serviços excepcionais que têm. A marca acrescenta valor ao produto. O produto às vezes confunde-se com a própria marca, quando cria valor para o consumidor e para a empresa.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


One Response

  1. […] passaportes e levaram para trás da recepção as nossas informações de contacto. (Leia Também: A importância da marca) Mas, para surpresa, os empregados foram mais além do que me tinha acontecido em qualquer outro […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *