Marketing

As Pessoas Fazem Negócios Com as Pessoas de Que Gostam

10 Dez , 2013  

As pessoas só fazem negócios com as pessoas de que gostam.  Para muitas empresas, parece que o importante é maximizar ao máximo o seu número de fãs. Mas não sabem o que devem comunicar, o que devem oferecer e se os fãs fazem parte do seu público.

As empresas mais bem sucedidas nas redes sociais, começam por pensar que tipo de mensagens partilham, se vai ser uma comunidade exclusiva ou aberta, a que pessoas querem chegar e se isso torna mais fácil a entrada das pessoas na sua página da web.

Quando uma empresa cria uma antipatia tremenda no utilizador, isso é porque há algo errado no negócio e na comunicação. Só há uma solução. Resolver o problema da marca ou do produto ou da forma como se está a comunicar.

O marketing não é a solução para tudo e as redes sociais apenas tornam visível o que marketing produz.

LEIA TAMBÉM: Transformar fãs em embaixadores da marca; Oito dicas para resolver uma crise de imagem.

As empresas que retêm as suas melhores pessoas, porque isso gera mais negócio, podem envolver mais pessoas nas redes sociais.

Cuidado! Se a sua empresa tem uma retenção de cliente baixa e já está no mercado a algum tempo, deve pensar seriamente se as redes sociais deve ser o canal privilegiado.

Como em offline, na Web as pessoas apenas fazem negócio com as pessoas de que gostam. Podemos ter um óptimo preço, mas o valor do negócio a longo prazo tem a ver com a relação.(Lifetime Value)

Tem de existir uma ideia de confiança virtual.

Não se esqueça que nos negócios não há apenas lógica. Há emoções. E a maior parte das vezes decidimos com base nelas. Os marketeers devem pegar nesses comportamentos e traduzi-los em melhor marketing, que se traduz num maior envolvimento com os consumidores e utilizadores.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *