Social Media

As Marcas Mais Populares Estão em Social Media

9 Fev , 2016  

A marca faz uma pequena empresa ser diferente dos concorrentes. Ter uma identidade visual diferenciada no negócio ajuda o empreendedor a ficar na mente dos clientes e a construir uma relação com os consumidores. Por isso, as marcas mais populares estão em social media.

O marketing sem a marca, não é marketing. Uma marca foi durante muitos anos um sinal distintivo de identidade (um logótipo, um nome, um rótulo aplicado num produto ou na embalagem)… mas a marca é muito mais…

Não é um produto que tem uma marca, a marca é que tem, ou pode ter um ou mais produtos. Mas também pode ser uma marca de serviços, de ações sociais, políticas e religiosas, etc. O objecto da marca tem de passar por uma missão, um benefício global, onde os produtos e serviços assinados pela marca têm tangibilidade.

A marca só tem a sua razão de ser se trouxer agarrada a si uma imagem, associações mentais, percepções que a tornem conhecida e que, naturalmente, seja estimada e acarinhada pelos seus públicos.

O valor da marca está na resposta cognitiva, afetiva e comportamental que tem junto dos seus públicos, sejam clientes, fornecedores, detentores, funcionários, embaixadores e beneméritos.

A marca instaura a propriedade privada no domínio do simbólico, visto que o proprietário conquista o direito de ocupar um determinado espaço na mente do consumidor.

A marca é fundamental também para atrair novos clientes. O que acontece muitas vezes é o público-alvo não ter a perceção daquilo que a marca tem para consumir, porque na maioria das vezes a identidade não transmite nem se adapta aos valores dos consumidores, nem tão pouco transmite os valores da empresa.

O processo de construção da marca começa com o negócio. Quando se define a nossa área de actuação, define-se mais facilmente a identidade da empresa. Deixo-vos aqui sete dicas importantes para ter uma marca popular e forte em Social Media.

  1. Valor

A identidade visual da empresa tem de traduzir os objetivos e os valores do negócio. Esta definição ajuda a diferenciar-se na mente dos consumidores. O que identifica visulamente a empresa, como um logo ou uma embalagem, tem de representar os valores da empresa ou do negócio e diferenciar-se naquilo que vai oferecer ao consumidor.

Não se esqueça de listar os objetivos que tem para a empresa e as perspectivas para começar a pensar na marca. Só assim consegue iniciar o processo de escolha dos elementos da marca.

  1. Qual é o seu público

É muito importante ouvir opiniões antes de definir a identidade. Deve perceber o que ela representa para as pessoas.  Nunca se esqueça  de uma pesquisa informal com amigos ou conhecidos para ver se gostam ou não.  Não se esqueça das cores, tipos de letras diferentes e desenhos. Isto diferencia a marca junto do seu público-alvo.

O cliente é essencial. Num mercado em que o consumidor tem tantas opções, tantos produtos  e tanta pressão para escolher e valorizar os bens intangíveis, tais como relacionamentos, emoções e experiências que o tornam cada vez mais feliz, as marcas não podem deixar ao acaso os dias seguintes.

  1. Cores

As cores traduzem mensagens importantes para marcas e para os consumidores. A Psicologia das Cores é muito importante no Marketing e no dia-a-dia por ser fundamental para entendermos o significado das cores e como podemos usar uma determinada cor para o nosso benefício.

Cores são poderosas e influenciam diretamente produtores e consumidores. Estudos apontam que 84,7% dos consumidores acreditam que as cores de um produto são muito mais importantes do que outros fatores; 93% das pessoas avaliam as cores de um produto na hora de comprar. Mais de metade dos consumidores desistem de comprar um produto porque ele não tem sua cor favorita.

A escolha deve ser bem pensada e a ausência de cores precisa ser testada também.  Teste o seu logótipo a preto e branco antes de utilizar a cor.

  1. Detalhes a mais cria confusão

Seja simples e direto. Esta é opinião de todos os especialistas em relação à composição da identidade da marca.

Evite símbolos complicados como os que lembram os clubes desportivos, religiões ou partidos políticos.

  1. Há mais para além do logótipo

A identidade visual vai além de logótipo da marca ou da fachada de loja. Lembre-se que todo o desenvolvimento do nome, o ambiente, a influência dos sentidos, as assinaturas, os ambientes musicais dentro do estabelecimento comercial pode identificar a marca.

  1. Fale com profissionais

A maior parte dos empreendedores tem a noção que consegue fazer tudo sozinho. Mas lembre-se que há profissionais dedicados a estes temas. Depois de saber a história da sua marca, listar tudo o que a marca representa, em que mercado vai atuar, o público-alvo e a concorrência, dê o trabalho a um profissional. Uma boa agência design, comunicação e marketing  deve ser a sua escolha.

  1. Cuidar da marca

Cuidar da marca é um trabalho constante. A explosão das redes sociais é um fenómeno inegável e irreversível. Está a mudar a forma como as marcas se relacionam com os consumidores. Não se esqueça de estar online e desenvolver um bom plano e estratégia de Social Media. Saber estar nas redes sociais é importante, mas é essencial definir um plano de Social Media para saber que redes sociais interessam à marca. A marca deve estar onde está o seu público. A tendência SoLoMo (social, location, mobile) continua a crescer desde 2014 e é uma mudança no cenário dos meios de comunicação. O offline e online começa a ficar em desuso. A comunicação é multiplataforma e multiecrã. Prepare a sua empresa para esta realidade.

A marca que não estiver online, em multiplataforma e em multiecrã, os consumidores vão encarregar-se desse trabalho, disseminando opiniões e criando perfis falsos e comunidades, sem que o empreendedor tenha o seu controlo.  Por fim, não se esqueça de registar a marca.

Fundador do Blogue MediasSociais – a nova tendência, experiência em Jornalismo, Formação em Comunicação Empresarial e Pós-Graduação em Marketing & Banking Social Media no ISGB. Autor dos eBook’s Toolkit de Social Media Marketing e Pensar Social Media.

, , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *